Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 405066
ENTREVISTA COM RODRIGO POETA
ENTREVISTA COM RODRIGO POETA

  1. De onde você é? Quando você começou a se aventurar na literatura? Sofreu influência direta de parentes mais velhos, amigos, professores? O que aprendeu na escola o instigou a criar textos?

 Resposta: Sou de Cabo Frio-RJ. Comecei a escrever em 1993. Fui influenciado pela professora de Língua Portuguesa Zenilda da Escola Estadual Professora Ismar Gomes de Azevedo. Foi através de um trabalho de pesquisa, onde deveríamos escolher um escritor e fazer um cadernos com os textos dele. Eu escolhi Vinicius de Morais, foi paixão no ato pela poesia. Foi assim que comecei a me inspirar e escrever os meus primeiros versos.

 

  1. Você já leu muitas obras e lê frequentemente? Que gêneros (poesia, contos, crônicas, romance) e autores prefere?

 Resposta: Já li cerca de 450 livros e todos os gêneros. Não possuo preferência por autores, mas tenho grande afeição pela obra do mestre português Fernando Pessoa.

 

  1. Costuma fazer um glossário com as palavras que encontra por aí (em livros, na internet, na televisão etc.) e ir ao dicionário pesquisá-las?

 Resposta: Em livros sim...

 

  1. Há escritores de hoje na internet (não consagrados pelo povo) que admira? Em sites, Academias de que de repente você participa etc.

 Resposta: Tenho respeito por muitos escritores que deveriam estar em todas as livrarias do Brasil. Entre eles: Selmo Vasconcellos, Joaquim Moncks, Pedro Lyra, Antonio Miranda, Sirlei Passolongo, Lenise Marques, Basilina Pereira e outros.

 

  1. Você costuma participar de antologias? Acha-as algo interessante? Participaria de uma se eu a lançasse?

 Resposta: Já participei e organizei antologias. Dependendo da proposta, participaria.

 

  1. Você é membro de Academias de Letras? Aceitaria indicações para ingressar em Academias de Letras como membro?

 Resposta: Faço parte de diversas academias como fundador, honorário, correspondente e titular. Fui até Presidente da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo no biênio 2012/2013. Aceitaria depois de uma grande análise.

 

  1. Tem ideia de quantos textos literários já escreveu? Há quanto tempo escreve ininterruptamente?

 Resposta: Já perdi a conta. Sei que são cerca de 10 cadernos. Desde 1993.

 

  1. Você tem dificuldade de escrever em prosa, em verso? 

 Resposta: Não.

 

  1. Você possui algum lugar onde publica textos virtualmente? Qual? 

 Resposta: Sim. No meu blogue POESIARTE e no Recanto das Letras.

 

  1. Que temas prefere escrever? Prefere ficção ou o que vivencia e vê no dia a dia?

 Resposta: Escrevo sobre tudo. Gosto de brincar com ficção junto com fatos do cotidiano.

 

  1. Aprecia outros tipos de arte usualmente? Frequenta museus, teatros, apresentações musicais, salões de pintura? Está envolvido com outro tipo de arte (é pintor, músico, escultor?)

 Resposta: Sim. Frequento no Rio de Janeiro e aqui na Região dos Lagos. Nunca me envolvi em outra arte além das letras.

 

  1. Que retorno você espera da literatura para si mesmo no Brasil? E a nível de mundo?

 Resposta: Um país menos alienado. O mesmo ao mundo.

 

  1. Você acha que o brasileiro médio costuma ler? Acha que ele gosta de literatura tradicional ou só de notícias rápidas e sem profundidade?

 Resposta: Muito pouco, apesar de ter crescido o hábito da leitura através de projetos de incentivo tanto do âmbito público como privado. Hoje vivemos num mundo líquido dos celulares e a leitura está sintetizada demais e rasa...Apesar de termos grandes acervos na internet.

 

  1. Você costuma registrar seus textos na FBN antes de publicá-los? Sabe da importância disso?

 Resposta: Sim. Muito importante ao combate ao plágio e à segurança do texto em si, mas também muito burocrático e caro para escritores iniciantes.

 

  1. Já tem livros-solo publicados? Consegue vendê-los com certa facilidade? 

 Resposta: Sim. Vendo, troco, dou...segue o fluxo...Desistir jamais.

 

  1. Já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso (desculpe-me... Esta pergunta é padrão para quem participa de meus concursos literários)?

 Resposta: Sim. Você já participou em duas ocasiões do Concurso POESIARTE, da qual sou organizador e já esteve em Cabo Frio no Teatro Municipal em evento do amigo Mario Rezende.

 

  1. Você trabalha com literatura inclusive para aumentar sua renda ou a leva como um delicioso hobby?

 Resposta: Para aumentar minha renda e conhecer pessoas como você.

Afinal, sou professor de Literatura.

 

  1. Você trabalha(ou) fora da literatura?

 Resposta: Já trabalhei como garçom, barbeiro e atendente de loja...

 

 Obrigado pela entrevista.

 

Abraços nobre amigo.

 

Rodrigo Octavio Pereira de Andrade (Rodrigo Poeta)

Poeta, escritor, acadêmico, pesquisador e palestrante cabo-friense.

topo