Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 426909
ENTREVISTA COM PAULO GARBUS
ENTREVISTA COM PAULO GARBUS

  1. De onde você é? Quando você começou a se aventurar na literatura? Sofreu influência direta de parentes mais velhos, amigos, professores? O que aprendeu na escola o instigou a criar textos?

 PAULO GARBUS,  brasileiro, casado, 69 anos. Sou de Curitiba, natural do estado do Paraná. Na verdade, quanto ao pendor literário, nunca sofri nenhuma influência, nem de parentes, nem de professores ou amigos. Minha formação foi comum, no interior com conclusão, nos anos 70, do curso de Direito (UFPR). Na faculdade me envolvi com politica estudantil e jornais acadêmicos, além da convivência com os poetas do meu lugar e tempo.

 

     2. Você já leu muitas obras e lê frequentemente? Que gêneros (poesia, contos, crônicas, romance) e autores prefere?

Leio e sempre li bastante. Posso dizer que conheci os clássicos, tanto da literatura mundial, latino americana, portuguesa, brasileira, e poesia. De Fernando Pessoa a Pablo Neruda até Paulo Leminski.

 

  1. Costuma fazer um glossário com as palavras que encontra por aí (em livros, na internet, na televisão etc.) e ir ao dicionário pesquisá-las?

 Tenho costume de colecionar palavras. Pratico uso constante dos dicionários, inclusive de rimas, sinônimos, provérbios. . .

 

  1. Há escritores de hoje na internet (não consagrados pelo povo) que admira? Em sites, Academias de que de repente você participa etc.

 Não interajo muito na Internet. Participo de algumas academias literárias, mas raramente visito sites.

 

  1. Você costuma participar de antologias? Acha-as algo interessante? Participaria de uma se eu a lançasse?

 Já participei de várias antologias, coletâneas, livros em parceria.

 

  1. Você é membro de Academias de Letras? Aceitaria indicações para ingressar em Academias de Letras como membro?

 Sim. Clube dos Escritores Piracicaba, Academia Maçônica de Letras de Juiz de Fora.

 

  1. Tem ideia de quantos textos literários já escreveu? Há quanto tempo escreve ininterruptamente?

 Nesse campo sou pouco desorganizado. Me considero escritor bissexto e realmente meu trabalho é esporádico.

 

  1. Você tem dificuldade de escrever em prosa, em verso? 
Sinceramente não sinto dificuldade em escrever. Prosa tenho alguma preguiça. Verso pratico desde as formas clássicas até versos livres, trovas, haicais.
  1. Você possui algum lugar onde publica textos virtualmente? Qual? 

 Tenho um blog. Poetices paulogarbusblogspot.com    Um pouco descuidado.

 

  1. Que temas prefere escrever? Prefere ficção ou o que vivencia e vê no dia a dia?

 Sinto que temas de sugestão momentânea me atraem, Assim já fiz poesia erótica e pornográfica.

 

  1. Aprecia outros tipos de arte usualmente? Frequenta museus, teatros, apresentações musicais, salões de pintura? Está envolvido com outro tipo de arte (é pintor, músico, escultor?)

 Aprecio arte. Visito museus, exposições e galerias. Tenho leve pretensão de conhecer o básico das artes plásticas, cinema, teatro. Já tive uma fase musical, violão e composição.

 

  1. Que retorno você espera da literatura para si mesmo no Brasil? E a nível de mundo?

 Não me preocupo com esse aspecto. Infelizmente o Brasil é mais país do Carnaval e do futebol. Da pouca leitura, da novela e Bigbrother na TV, e das redes sociais.

 

  1. Você acha que o brasileiro médio costuma ler? Acha que ele gosta de literatura tradicional ou só de notícias rápidas e sem profundidade?

 O brasileiro médio lê pouco, assim dizem estudos e estatísticas. Prefere best sellers, autoajuda. Poesia, área em que milito, parece interessar só raros aficionados.

 

  1. Você costuma registrar seus textos na FBN antes de publicá-los? Sabe da importância disso?

 Tenho registrado na FBN os textos que publiquei.

 

  1. Já tem livros-solo publicados? Consegue vendê-los com certa facilidade? 

 Fundo de Gaveta poesias, Editora Protexto Paraná, em 2013:Trovas filosóficas à escatológicas, 2014, edição do autor: e Estações haicais, 2015, edição do autor. Sucesso de vendas quase zero.

 

  1. Já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso (desculpe-me... Esta pergunta é padrão para quem participa de meus concursos literários)?

 Já participou de alguns concursos, promovidos pelo louvável empreendedor cultural Oliveira Caruso.

 

  1. Você trabalha com literatura inclusive para aumentar sua renda ou a leva como um delicioso hobby?

 Não penso em renda. Considero o sucesso, nessa área, questão de sorte. Como hobby diverte e não é muito dispendioso.

 

 

topo