Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 418635
ENTREVISTA COM PÉROLA BENSABATH
ENTREVISTA COM PÉROLA BENSABATH

   1. Quando você começou a se aventurar na literatura? Sofreu influência direta de parentes mais velhos, amigos, professores? O que aprendeu na escola o instigou a criar textos? Sim, eu tive, desde o antigo curso primário uma professora de literatura. Meu tio e pai, profissionais liberais, eram também escritores.

 

2. Você já leu muitas obras e lê frequentemente? Que gêneros (poesia, contos, crônicas, romance) e autores prefere? Eu leio de tudo no contexto nacional,só não sou atraída por autoajuda, porém, romances policiais (literatura estrangeira), são os meus preferidos, como leitura para relaxar. Interessante, não?

 

3. Costuma fazer um glossário com as palavras que encontra por aí (em livros, na internet, na televisão etc.) e ir ao dicionário pesquisá-las? Já fiz. Hoje não tenho mais tempo. O pai Google me ajuda e o Aurélio, quando sou acometida de saudosismo.Tenho prazer tátil, visual, intelectual, com o Aurélio.

 

4. Há escritores de hoje na internet (não consagrados pelo povo) que admira? Em sites, Academias de que de repente você participa etc. Sim, vários. Destaco, porém, o sonetista João Justiniano da Fonseca, baiano,que é um dos maiores poetas vivos da atualidade. Velhinho, porém lúcido. Motivado pela poesia. O contista desconhecido e que foi uma surpresa quando li: Milton J. Pantaleão (Histórias e Contos Des-Contados ), o Alcione Sortica, de Porto Alegre.

 

5. Você costuma participar de antologias? Acha-as algo interessante? Participaria de uma se eu a lançasse? Acho que esta confraternização literária nos dá o sentimento de saber o que pensamos e escrevemos. E, obras cooperativadas nos dão oportunidade de publicar a um custo mais baixo. Eu participo de seus concursos e estou na sua última coletânea.

 

6. Você é membro de Academias de Letras? Aceitaria indicações para ingressar em Academias de Letras como membro? Sim

 

7. Tem ideia de quantos textos literários já escreveu? Há quanto tempo escreve ininterruptamente? Recebi o primeiro premio literário aos 13 anos de idade e isto já faz um tempinho... rsrsrs. Tenho 3 livros publicados.

 

8. Você tem dificuldade de escrever em prosa, em verso? A inspiração me chega em prosa, em verso.

 

9. Você possui algum lugar onde publica textos virtualmente? Qual? NOS MEUS BLOGS: perolapoema.blogspot.com  e     poesiaperolada.blogspot.com

 

10. Que temas prefere escrever? Prefere ficção ou o que vivencia e vê no dia a dia? Escrevo conforme a inspiração me chega.E ela é sempre bem vinda. Não me prendo a nenhuma rigidez, transgrido, crio,ouso. No meu ultimo livro lançado em 18.07.14 fiz uma miscelânea e expus todo um cabedal de assuntos em prosa e verso

 

11. Aprecia outros tipos de arte usualmente? Frequenta museus, teatros, apresentações musicais, salões de pintura? Está envolvido com outro tipo de arte (é pintor, músico, escultor?) Eu amo arte, de modo geral. Frequento todo tipo de exposição, gosto muito de música clássica. Além da escrita, extravaso minha criatividade na arte do artesanato de caixinhas em mdf.

 

12. Que retorno você espera da literatura para si mesmo no Brasil? E a nível de mundo? Não tenho grandes pretensões. Não penso em ganhar dinheiro com a literatura, mesmo porque minhas transgressões não seriam aceitas. Eu só não quero é deixar de ler e principalmente escrever. Escrever tem raízes profundas na minha alma.

 

13. Você acha que o brasileiro médio costuma ler? Acha que ele gosta de literatura tradicional ou só de notícias rápidas e sem profundidade? Às vezes, nem as notícias rápidas e sem profundidade...

 

14. Você costuma registrar seus textos na FBN antes de publicá-los? Sabe da importância disso? Sei, mas não o faço.Escrevo quase todo dia. E, para mim, quando a burocracia começa a ditar regras...eu fujo!

 

15. Já tem livros-solo publicados? Consegue vendê-los com certa facilidade? Eu não vendo meus livros. Eu os troco por leite ou alimentos não perecíveis para ONGs. Delicio-me com isto. Criar e doar.

 

16. Já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso (desculpe-me... Esta pergunta é padrão para quem participa de meus concursos literários)? Quem, no meio literário, não o conhece?

 

17. Você trabalha com literatura inclusive para aumentar sua renda ou a leva como um delicioso hobby? O mais delicioso do hobbys.

topo