Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 405068
ENTREVISTA COM MARCOS LOURES (+ DE 60MIL SONETOS)
ENTREVISTA COM MARCOS LOURES (+ DE 60MIL SONETOS)

QUERIDOS COMPANHEIROS ESCRITORES, EIS AQUI UMA ENTREVISTA MINHA REALIZADA POR EMAIL COM MARCOS LOURES, GRANDE ESCRITOR BRASILEIRO. ELE POSSUI QUASE 70.000 TEXTOS ESCRITOS, SENDO EM SUA ESMAGADORA MAIORIA SONETOS. POSSUI MUITO MAIS SONETOS ESCRITOS DO QUE O OFICIAL RECORDISTA A CONSTAR DO GUINESS BOOK OF RECORDS. COM A PALAVRA, MARCOS LOURES.

 

Marcos, quando você começou a escrever poemas?

Com mais frequência em 2006.

 

Quando você começou a escrever sonetos especificamente?

Como meu pai é sonetista, comecei com os sonetos.

 

Você tem u’a meta quantitativa a ser alcançada por dia, mês, ano...? Pergunto-lhe isso porque seu background se mostra de fato excepcional. Digno de um amante veraz da escrita!

Honestamente não.

 

Já pensou em ir atrás da regulamentação de seu recorde no Guiness Book of Records? E no Livro dos Recordes Brasileiros? Não é segredo para você, caso se lembre, que eu considero injusto o atual recorde oficial no Guiness... Afinal, mesmo eu o ultrapassei. Rs.

Eu ainda tenho que registrá-los e depois pensar nisso, na verdade não é um objetivo e talvez venha como consequência,

 

Qual o seu total de poemas? Neste exato momento, obviamente... rsrs.

Devo estar entre 60 e 70 mil, incluindo 1000 sextinas, trovas, versos livres e sonetos.

 

Você faz parte de Academias de Letras e/ou de Artes?

Não, nem fui convidado para nenhuma.

 

Quem fundou seu fã-clube?

Não sei, houve uma época no recanto das letras, mas eu pedi para ser extinto.

 

Você se preocupa em registrar suas obras na FBN? Eu, por exemplo, rarissimamente libero um texto não registrado para publicação, visto que vi gente plagiada reclamar.

Morar na roça é meio complicado, rs, não são registrados não, mas devo providenciar em Vitória na UFES.

 

Como viu a homenagem a Ronaldinho Gaúcho na ABL? O que achou?

Eu sou favorável à campanha – Bruna Surfistinha para a ABL, acho que demonstra o grau de valorização da cultura brasileira, lembro-me do Romário quando disse que o Pelé era um poeta – com os pés obviamente.

 

Você escreve prosa também?

Sim, tenho contos e crônicas, ando um pouco afastado, mas a prosa me encanta.

 

 

Que escritores você mais aprecia entre clássicos e novatos?

Como eu adquiri muitos livros em sebo, estudante sem grana, o que mais me agradava ia de Tolstoi até Catulo da Paixão Cearense, mas sem uma ordem, anarquicamente mesmo, agora estou lendo A.J Cronin,  mas já separei Jorge Amado para uma releitura.

 

Já houve períodos em que você ficasse muito tempo de inatividade na escrita? Pergunto isso porque pela primeira vez na vida sigo ininterruptamente a escrever (desde 15/8/2008).

Sim, tive um Infarto há dois anos e fiz uma cirurgia de ponte de safena há três meses.

 

Qual o seu recorde de textos dedicados a u’a mesma pessoa?

Eu tento ser o mais abrangente possível, não pensando em uma pessoa especificamente, por isso não tenho como te responder essa questão, querido amigo.

 

Obrigado por sua gentileza. Deixo aqui lugar para suas palavras finais. Transcorra como desejar. Forte abraço!

A minha luta e sei que a tua também é pela literatura, essa tão maltratada arte que está na UTI, precisamos nos unir e tentar fazer com que alguma instituição pública ou privada ou mista, traga de volta o mecenato, já que a internet é espetacular num sentido, mas acabou com o copyright.

Abraços em todos e muito obrigado por esta oportunidade, querido.

topo