Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 461952
ENTREVISTA COM JOSEPHA BARBOSA SOARES
ENTREVISTA COM JOSEPHA BARBOSA SOARES

ENTREVISTA COM JOSEPHA SOARES

 

 

Boa noite estimado Paulo:

Desculpe-nos pois só agora respondemos seu questionário. Estamos emocionados com o resultado dos Concursos idealizados por você. Aguardamos sua visita na próxima segunda-feira (6/7).

Abraços, bom domingo para você e família. Wilson e Josepha Soares.

 

  1. De onde você é? Quando você começou a se aventurar na literatura? Sofreu influência direta de parentes mais velhos, amigos, professores? O que aprendeu na escola o instigou a criar textos? Sou do Rio de Janeiro. Sempre me interessei, desde criança pela literatura. Parentes (de Portugal), amigos e professores me incentivaram. Atualmente meu esposo. A escola e a Universidade Aberta à Terceira Idade (unati-UERJ) foram grandes incentivadores

 

  1. Você já leu muitas obras e lê frequentemente? Que gêneros (poesia, contos, crônicas, romance) e autores prefere? A leitura, em geral, me atrai. Cora Coralina me emociona.

 

  1. Costuma fazer um glossário com as palavras que encontra por aí (em livros, na internet, na televisão etc.) e ir ao dicionário pesquisá-las? Quando tenho dúvidas procuro sempre pesquisa-las.

 

  1. Há escritores de hoje na internet (não consagrados pelo povo) que admira? Em sites, Academias de que de repente você participa etc. Freqüento o “Poeta Saia da Gaveta” (Projeto da Escritora e Poetisa Teresa Drumond) que dá oportunidade a antigos e novos talentos.

 

  1. Você costuma participar de antologias? Acha-as algo interessante? Participaria de uma se eu a lançasse? Sim. Já participei de doze. É uma oportunidade de lançar meus textos literários junto com outros escritores. Estou aguardando que você lance uma. Será uma honra participar.

 

  1. Você é membro de Academias de Letras? Aceitaria indicações para ingressar em Academias de Letras como membro? Ainda não. Quando houver melhoria financeira terei imenso prazer em participar.

 

  1. Tem ideia de quantos textos literários já escreveu? Há quanto tempo escreve ininterruptamente? Já escrevi para colunas de periódicos do bairro onde resido: Revista do Grande Meyer, Top de Linha, Jornal “O Nosso Bairro”, Jornal Novidades, Trânsito Livre: Meyer e Tijuca, etc.

 

  1. Você tem dificuldade de escrever em prosa, em verso? Não. Todos dois me atraem. Tudo vem do fundo do coração.

 

  1. Você possui algum lugar onde publica textos virtualmente? Qual? No “Blog” e no “Face-book”.

 

  1. Que temas prefere escrever? Prefere ficção ou o que vivencia e vê no dia a dia? Prefiro o que vejo e vivencio no dia a dia.

 

  1. Aprecia outros tipos de arte usualmente? Frequenta museus, teatros, apresentações musicais, salões de pintura? Está envolvido com outro tipo de arte (é pintor, músico, escultor?) Tudo ligado à cultura me atrai. O retorno do Cinema Imperator, como Centro Cultural Imperator - João Nogueira é marcante no bairro. Os Artistas Plásticos: Ney Tecídio, Reinaldo Silva e Isabel Souza são ícones da arte no nosso bairro e sempre sou convidada para os seus eventos.

 

  1. Que retorno você espera da literatura para si mesmo no Brasil? E a nível de mundo? Tenho um grande retorno quando participo de Concursos Literários que o “Reino dos Concursos” possibilita a todos os participantes.

 

  1. Você acha que o brasileiro médio costuma ler? Acha que ele gosta de literatura tradicional ou só de notícias rápidas e sem profundidade? O Brasil precisa muito de cultura.

 

  1. Você costuma registrar seus textos na FBN antes de publicá-los? Sabe da importância disso? Sim, já registrei três livros. Considero importantíssimo o ato de registrar qualquer obra na Fundação Biblioteca Nacional.

 

  1. Já tem livros-solo publicados? Consegue vendê-los com certa facilidade? Já publiquei dois livros: “Bem-vindos ao Grande Meyer – História, Memória e Vivência”, “Meyer – Meu Doce Recanto de Encantos” (de poesias).

 

  1. Já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso (desculpe-me... Esta pergunta é padrão para quem participa de meus concursos literários)? Só virtualmente. Espero ter o prazer de conhecê-lo pessoalmente, em breve.

 

  1. Você trabalha com literatura inclusive para aumentar sua renda ou a leva como um delicioso hobby? O único e maior pagamento é o incentivo que recebo pelo reconhecimento do trabalho através de diplomas, medalhas e carinho demonstrado por todos.

Finalizando, peço desculpas no atraso do envio deste valioso questionário.

Rio de Janeiro, 04 de julho de 2015.

Josepha Barbosa Soares.

Wilson e Josepha Soares.

 

topo