Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 457924
ENTREVISTA COM FERNANDA SOUZA
ENTREVISTA COM FERNANDA SOUZA

  1. De onde você é? Quando você começou a se aventurar na literatura? Sofreu influência direta de parentes mais velhos, amigos, professores? O que aprendeu na escola o instigou a criar textos?

R=Eu, Fernanda Souza, sou de Nossa Senhora da Glória-Sergipe e comecei a me aventurar e deliciar na literatura ainda pequena: aos 8 anos de idade. A escola, vale ressaltar, foi a minha principal influência, já que desenvolvia vários projetos e oficinas que incentivavam as crianças ao contato com a leitura e escrita literária.

Até hoje, na verdade, tudo que é passado em sala de aula serve para mim como uma inspiração na escrita, não somente os assuntos didáticos, mas também os princípios e valores, tais como o respeito e a tolerância. 

 

  1. Você já leu muitas obras e lê frequentemente? Que gêneros (poesia, contos, crônicas, romance) e autores prefere?

R=Sim, sou apaixonada por livros. Procuro sempre ler textos de todos os gêneros, no entanto os que mais apreço são romances e crônicas. Tenho vários autores como inspiração, tais como Machado de Assis, Jorge Amado, Clarice Lispector, Cecília Meireles, Carlos Drummond de Andrade e Carina Rissi.

 

  1. Costuma fazer um glossário com as palavras que encontra por aí (em livros, na internet, na televisão etc.) e ir ao dicionário pesquisá-las?

R= Faço glossários constantemente, principalmente, com o uso do “smartphone”, internet e dicionário.

 

  1. Há escritores de hoje na internet (não consagrados pelo povo) que admira? Em sites, Academias de que de repente você participa etc.

R= Sim, alguns escritores daqui de Sergipe são Milena Gois (milenagois.blogspot.com.br), Kathelly Santana e Raffael Souza.

 

  1. Você costuma participar de antologias? Acha-as algo interessante? Participaria de uma se eu a lançasse?

R= Costumo chamar as antologias de “portas para oportunidades”. Apenas participei de 02 antologias (2 ª de Crônica, Conto e Poesia da Loja Maçônica Cotinguiba e 2º Encontro de Escritores Monte-Alegrenses, que ainda será lançada). Participaria com toda convicção, sim, se fosse convidada para outra antologia.

 

  1. Você é membro de Academias de Letras? Aceitaria indicações para ingressar em Academias de Letras como membro?

R=Infelizmente, apenas participo do Café Poético Sergipano. Almejo bastante ser indicada para ingressar em demais grupos literários e Academia de Letras.

 

  1. Tem ideia de quantos textos literários já escreveu? Há quanto tempo escreve ininterruptamente?

R= Cinquenta textos aproximadamente. Ininterruptamente, há 04 anos.

 

  1. Você tem dificuldade de escrever em prosa, em verso? 

R=Não tenho dificuldade de escrever, seja em prosa ou verso.

 

  1. Você possui algum lugar onde publica textos virtualmente? Qual? 

R=Sim, meu blog: http://www.soproscuriosos.blogspot.com

 

 

  1. Que temas prefere escrever? Prefere ficção ou o que vivencia e vê no dia a dia?

R=Embora eu ame retratar o cotidiano, procuro sempre escrever passeando em variados temas.

 

  1. Aprecia outros tipos de arte usualmente? Frequenta museus, teatros, apresentações musicais, salões de pintura? Está envolvido com outro tipo de arte (é pintor, músico, escultor?)

R=Sim. Além da literatura, admiro bastante a música popular brasileira, o cinema e o teatro.  Frequento museus, apresentações musicais e projetos de teatro da região. Envolvo-me, sobretudo, com a música (compondo algumas e participando do coral da Igreja) e com o teatro – por intermédio de peças em eventos escolares.

 

  1. Que retorno você espera da literatura para si mesmo no Brasil? E a nível de mundo?

R=Além de reconhecimento do meu trabalho, poder saber que tive participação na valorização da literatura e na formação do hábito de ler da população.

 

  1. Você acha que o brasileiro médio costuma ler? Acha que ele gosta de literatura tradicional ou só de notícias rápidas e sem profundidade?

R= Acho que o brasileiro médio ainda não detém o hábito de ler, haja vista isso ser um problema de origem histórica.

 

  1. Você costuma registrar seus textos na FBN antes de publicá-los? Sabe da importância disso?

R=Não.

 

  1. Já tem livros-solo publicados? Consegue vendê-los com certa facilidade? 

R=Não.

 

  1. Já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso (desculpe-me... Esta pergunta é padrão para quem participa de meus concursos literários)?

R= Conheci-o por meio do professor Wellington.

 

  1. Você trabalha com literatura inclusive para aumentar sua renda ou a leva como um delicioso hobby?

R= Delicioso Hobby.

 

  1. Você trabalha(ou) fora da literatura?

R=Sou estudante do Ensino Médio. Não trabalho remuneradamente, contudo realizo trabalho voluntário como professora de EBD na Igreja local.

 

 

(Fernanda Souza – 12/08/2016)

 

topo