Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 426996
ENTREVISTA COM CARLOS EDUARDO POMPEU
ENTREVISTA COM CARLOS EDUARDO POMPEU

ENTREVISTA COM CARLOS EDUARDO POMPEU

 

  1. De onde você é? Quando você começou a se aventurar na literatura? Sofreu influência direta de parentes mais velhos, amigos, professores? O que aprendeu na escola o instigou a criar textos?

Sou natural de Limeira, interior de S. Paulo. Na adolescência não senti atração pela literatura e nem tenho parentes  literatos, apenas me senti atraído pelos versos de Castro Alves, encantando-me com Vozes da África e Navio Negreiro....

 

  1. Você já leu muitas obras e lê frequentemente? Que gêneros (poesia, contos, crônicas, romance) e autores prefere?

Leio e continuo lendo, e meu gênero preferido é o romance, e meus autores de predileção são: Jorge Amado; Dostoievski; Tostoi; Ken Follett; Dan Brown; Frederick Forsyth; Orlana Falaci; Taylor Caldwell; James Clavel etc.

 

  1. Costuma fazer um glossário com as palavras que encontra por aí (em livros, na internet, na televisão etc.) e ir ao dicionário pesquisá-las?

Costumo fazer  glossário  da maioria das palavras que não me são comuns e as pesquiso nos dicionários.

 

  1. Há escritores de hoje na internet (não consagrados pelo povo) que admira? Em sites, Academias de que de repente você participa etc.

Pertenço à “Academia Limeirense de Letras”,  ALLe”, Clube dos Escritores de Piracicaba” e outras tantas entidades literárias.

 

  1. Você costuma participar de antologias? Acha-as algo interessante? Participaria de uma se eu a lançasse?

Participei de mais de um dezena de antologias de poetas brasileiros e  estrangeiros e as acho interessantes para divulgação mais ampla de nossas obras, por vezes, encerradas eternamente em uma prateleira. Sim, participaria de uma coletânea lançada por Paulo Caruso, que poderia ter boa repercussão.

 

  1. Você é membro de Academias de Letras? Aceitaria indicações para ingressar em Academias de Letras como membro?

Pertenço à Academia Limeirense de Letras e não tenho interesse em pertencer a outras mais.

 

  1. Tem ideia de quantos textos literários já escreveu? Há quanto tempo escreve ininterruptamente?

Não sei quantos textos literários já escrevi e os vi publicados. Só sei que escrevo  desde a década de sessenta e só na FOLHA de S. Paulo, no PAINEL do LEITOR, desde os anos noventa, tenho 50 textos publicados; deve ser recorde de publicação, vou ao Guiness.

 

  1. Você tem dificuldade de escrever em prosa, em verso? 

Comunico-me melhor em versos, mas a maioria dos meus escritos é em prosa, e a dialética é fundamental.

Em versos nunca tenho dificuldades para escrever, eles vêm de inspiração. Já a prosa tem de ser formulada.

 

  1. Você possui algum lugar onde publica textos virtualmente? Qual? 

Publico meus textos no Facebook e eles são repetidos, quando aceito compartilhá-los.

 

  1. Que temas prefere escrever? Prefere ficção ou o que vivencia e vê no dia a dia?

Prefiro escrever ficção e, mesmo reais, procuro, sempre que posso, ficcioná-los.

 

  1. Aprecia outros tipos de arte usualmente? Frequenta museus, teatros, apresentações musicais, salões de pintura? Está envolvido com outro tipo de arte (é pintor, músico, escultor?)

Frequento, sempre que posso,  apresentações musicais e museus. Encantei-me com Caravaggio no Museu do Prado; não acredito que haja um pintor melhor que ele.

 

  1. Que retorno você espera da literatura para si mesmo no Brasil? E a nível de mundo?

Esperava muito de meu livro ”COMO NASCEM OS POEMAS”. Muitos me disseram que o leram, de uma sentada só.

 

  1. Você acha que o brasileiro médio costuma ler? Acha que ele gosta de literatura tradicional ou só de notícias rápidas e sem profundidade?

Comparado a outros países, acho que não. A maioria prefere  notícias curtas e de pouca profundidade.

 

  1. Você costuma registrar seus textos na FBN antes de publicá-los? Sabe da importância disso?

Não costumo registrar meus textos antes de publicá-los e nunca dei muita importância a isso. Talvez, se fosse famoso, tivesse essa necessidade.

 

  1. Já tem livros-solo publicados? Consegue vendê-los com certa facilidade? 

Sim, já tenho livros-solo publicados e os vendi melhor, quando com doações para alguma entidade beneficente.

 

  1. Já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso (desculpe-me... Esta pergunta é padrão para quem participa de meus concursos literários)?

Sim, já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso. 

 

  1. Você trabalha com literatura inclusive para aumentar sua renda ou a leva como um delicioso hobby?

Apenas um delicioso hobby.

  1. Você trabalha(ou) fora da literatura?

Nunca tive o privilégio e a honra de viver da literatura.

Sei que o poeta-escritor, Oliveira Caruso, além de tudo, é Presidente da Academia de Trovas) e, assim, para ele envio uma de minhas trovas:

 

O BOTÃO E A ROSA

 

A perspectiva do ato

vem de sutil criação.

Se a rosa é bela de fato,

seduz-me mais o botão.

topo